Ricardo Azevedo - 15 Anos de Carreira

Facebook Oficial Ricardo Azevedo

Agenda 2016

  • 23 janeiro | Teatro Cine | Pombal | 22h
  • 28 janeiro | Feira da Caça e Turismo | Macedo de Cavaleiros | 21h
  • 19 fevereiro | Cine Teatro | Estarreja | 21h30
  • 11 março | Cine Teatro D.João V | Amadora | 21h30

5.9.07

Ricardo Azevedo: Estreia em nome próprio


A aventura portuguesa do ex-Ez Special

Sentiu as entranhas contorcerem-se e enregelarem no dia em que os antigos parceiros dos Ez Special o colocaram entre a espada e a parede, já lá vão mais de dois anos: “não lanças nada a solo ou segues sem nós.” “Foi como um balde de água fria”, recorda Ricardo Azevedo, ex-vocalista do colectivo. O ultimato tornava a sua continuação na banda “impossível” e, como tal, só havia uma atitude a tomar: “sair e ir em busca da realização de um sonho antigo.”

E esse desejo que ‘já tinha barbas’ era a gravação de um disco a solo, cantado em português. “Muitas vezes nos concertos com os Ez Special tinha a sensação de que as pessoas não percebiam tudo o que dizia. Acompanhavam com a boca, o melhor que podiam, mas a comunicação não era imediata...”, lamenta Ricardo Azevedo, em vésperas do lançamento do seu primeiro trabalho em nome próprio, ‘Prefácio’.

O processo de composição solitário, longe de outros olhares, iniciou- -se ainda ao lado da banda que lhe proporcionou “alguns dos melhores momentos da sua vida”, mas continuou já longe dela.

“Curiosamente, embora tivesse muita vontade de escrever em português, senti-me um pouco estranho quando comecei a cantar os temas. Primeiro não soava bem, depois sentia que estava muito mais exposto. Mas, efectivamente, o desafio também passa por aí”, confessa Ricardo.

Mas tocar aqueles que nos ouvem passa também por cantar as dores que lhes vão na alma. “Queria canções simples, com as quais as pessoas se pudessem identificar. Versos que falassem dos seus problemas, de fases da vida que estão a atravessar. É o caso de ‘Pequeno T2’ que fala sobre um jovem que precisa de um emprego, para poder arranjar uma casa e ir viver com a namorada”, justifica o músico, que neste disco contou com a ajuda de um dos maiores contadores de histórias da música portuguesa, Rui Veloso.

“O Rui sempre me incentivou a cantar em português, ainda eu fazia parte dos Ez Special. Acabei por o convidar para um dueto. Mandei-lhe o tema ‘Os Meus Defeitos’ para que ele ouvisse... e tive a feliz surpresa dele aceitar”, diz o cantor, que estreia ‘Prefácio’ no dia 1 de Junho, no Cine--teatro de Santa Maria da Feira.

SELECÇÃO PELA DIVERSIDADE

Para Ricardo Azevedo, o mais difícil foi mesmo escolher “entre as mais de 70 canções” que compôs ao longo dos últimos dois anos. “Acabei por seguir o critério da diversidade. É um álbum pop mas tem momentos diferentes, alguns roçam mesmo o rock”, descreve o músico que contou com Quico Serrano (Plaza) e Saul Davies (James) na produção, elementos essenciais, segundo o cantor, para a “definição da sonoridade” do disco.

PERFIL

Nome: Ricardo Azevedo

Idade: 30 anos

Profissão: Cantor, compositor

Disco: ‘Grace’ de Jeff Buckley

Ídolo: Bruce Springsteen

Banda: U2, Pearl Jam

Fonte

Sem comentários:

Enviar um comentário

Agenda 2015

  • 31 Outubro | Auditório do Centro Cultural | Vila Nova de Fôz Coa | 22h